Na última etapa da Trilha de Conhecimento em Smarketing vamos falar sobre ferramentas de otimização para o trabalho das equipes.

Agora que você já sabe o que é uma estratégia de smarketing, como alinhar suas equipes e garantir que ambas façam sua parte, chegou a hora de dar os subsídios necessários para que o trabalho saia conforme o planejado.

Assim, nós vamos apresentá-las em duas etapas: as necessárias para realizar uma análise de cenário e as que serão usadas na execução do processo.

No primeiro artigo, vamos conhecer as melhores ferramentas para seu time analisar o cenário atual do seu negócio.

Entre elas

Vamos a elas!

Ferramentas para análise do cenário

Conforme sua empresa alinha os times para trabalharem juntos, é importante que seja feita uma análise do atual momento da sua empresa e do cenário em que ela está inserida.

Com efeito, a análise deve ser feita pelas equipes em conjunto, podendo ser a primeira ação que realizarão juntos. Assim, os olhares de ambos os profissionais sobre o assunto tornarão os resultados ainda mais ricos.

Separamos aqui três ferramentas para uma análise interna do seu negócio. Elas irão definir quem é o consumidor ideal do seu negócio e como está sua marca em relação à concorrência.

Benchmarking

Essa ferramenta faz uma análise profunda das melhores técnicas praticadas por empresas do mesmo segmento que o seu. A palavra benchmarking deriva do inglês benchmark e significa “referência”.

Ou seja, através dessa ferramenta, sua empresa irá avaliar as ações dos concorrentes. Inclusive de setores diferentes para entender o que pode ser replicado e o que deve ser evitado.

De fato, não é algo novo no mercado. Afinal, saber como seu produto está diante da concorrência é uma dúvida que empresas se questionam e avaliam há anos. A diferença é que agora você pode avaliar o que dá certo e o que pode fazer de diferente.

profissionais usando as ferramentas de benchmarking

Vale ressaltar que não importa o tamanho do seu negócio, o benchmarking se mostra útil para qualquer segmento e porte. Ele irá ajudar sua marca a se posicionar de forma diferenciada dos demais, e essa é uma questão inerente a qualquer empresa.

Após a implantação do smarketing, uma análise de benchmarking pode ser o primeiro passo para que os times de vendas e marketing entendam o momento atual da empresa, traçando juntos as melhores estratégias para o crescimento.

Por fim, entre os benefícios da ferramenta estão na identificação de quais ações de marketing precisam de melhorias.

Além de analisar tendências e conhecer práticas de sucesso dos que são referência no seu segmento. E claro, ter mais assertividade na criação de um plano de crescimento estratégico.

Matriz SWOT

Umas das ferramentas mais utilizadas na área de marketing talvez seja a matriz SWOT (também conhecida como matriz FOFA). Seu objetivo é realizar uma análise que irá auxiliar no planejamento estratégico das empresas.

SWOT é um sigla para os termos em inglês strengths (forças), weaknesses (fraquezas), opportunities (oportunidades) e threats (ameaças). Se organizarmos os termos traduzidos temos a sigla FOFA.

Dessa forma, é no próprio nome da ferramenta que identificamos o que ela propõe. Uma análise das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de um negócio.

Analisando o ambiente interno e externo

Porém, a análise é dividida em dois cenários: ambiente interno e externo. Sendo o primeiro relacionado a tudo aquilo que a empresa tem controle. Ou seja: equipe, estrutura, tecnologia, cultura interna, possibilidade de investimento, etc.

Já a avaliação do ambiente externo se refere aos fatores que a empresa não tem controle. Situações como clima, crises, eleições, feriados, mudanças nas leis do país, para citar alguns exemplos.

Dentro das duas possibilidades de cenário, a análise das forças e fraquezas diz respeito ao ambiente interno. Por forças, a empresa deve considerar quais aspectos internos os colocam em vantagem diante da concorrência. Já por fraquezas, deve entender quais são os aspectos internos que os desfavorecem.

análise swot em smarketing

Em seguida, no ambiente externo serão avaliadas as oportunidades e ameaças. Elas nada mais são do que os fatores externos que criam um ambiente vantajoso para a marca, ou seja, as oportunidades, e os que criam um cenário de desvantagem, as ameaças.

Mas apenas a análise dos pontos de forma isolada não é suficiente. É preciso cruzar informações para entender como as forças podem impedir as ameaças e ao mesmo tempo potencializar as oportunidades.

Assim como quais ações podem ser realizadas para que as fraquezas do negócio não contribuam com as ameaças ou afetem as oportunidades.

Em resumo, a ferramenta ajuda a olhar para o negócio por vários ângulos. Mostrando como fatores internos e externos são complementares e podem ser as respostas para as necessidades da empresa.

Além disso, em uma equipe de smarketing, a aplicação dessa ferramenta será ainda mais rica. Pois teremos o ponto de vista dos times de vendas e de marketing, possibilitando insights mais completos e efetivos.

ICP

Um aspecto fundamental para que os times trabalhem de forma eficaz é entender quem é o cliente ideal de uma marca. Por isso, o Perfil de Cliente Ideal – do inglês Ideal Customer Profile (ICP) – é uma ferramenta útil para saber a quem direcionar seus esforços como empresa.

Entretanto, muitas marcas acham que seu produto ou serviço serve para diversos segmentos. Isso pode sim ser uma realidade. Porém, comunicar para um público genérico pode ser um erro que irá afetar o crescimento em longo prazo.

O ICP serve para definir qual o perfil mais lucrativo para sua empresa. Aquele consumidor que sua empresa entrega maior valor de marca, permanecendo ao seu lado por mais tempo.

Dessa forma, é mais fácil sua marca e seus times direcionarem ações estratégicas para a aquisição desse cliente, consequentemente aumentando seus lucros.

profissionais definindo o perfil de cliente ideal

Para realizar uma análise do seu ICP, seus times podem começar examinando a base atual de cliente. A partir daí, traçar padrões dos que são mais lucrativos, geram mais receita, são mais fáceis de fechar a venda, etc.

Ter um time de vendas e marketing alinhado fará com que a definição do ICP seja mais assertiva. Por um lado, o time de vendas lida direto com o cliente e tem uma visão mais completa do comportamento dele.

Já o time de marketing sabe quais os melhores canais, conteúdos e formas de atração desse cliente. Trabalhando juntos as soluções serão mais objetivas e inovadoras do que se cada um fizesse sua parte individualmente.

Por fim, definido o perfil, sua empresa pode fazer uma lista de empresas que atendem às características desenhadas. Logo após, entrar em contato através de ações de outbound marketing. Além de claro, direcionar seu marketing de conteúdo para atender às dores desse cliente com conteúdos ricos.


Nessa primeira parte, podemos ver que conhecer a concorrência, analisar os pontos fracos e fortes do negócio e saber qual perfil de cliente possui maior rentabilidade são os passos principais para analisar o cenário atual de uma marca.

Além disso, colocar seus times de vendas e marketing para trabalharem juntos nessa análise é uma ótima forma de equiparar as visões dos profissionais.

No último artigo da Trilha de Conhecimento em Smarketing apresentamos as ferramentas para execução dos processos. Leia a parte final aqui.